lang
 
Search
A A A
Estou em:   Home
  |  Entrar

Detalhes


UGT Global 220/2017

Prezados companheiros e companheiras:

Estamos enviando o UGT Global nº 220/2017, o nosso boletim com informações sindicais e trabalhistas nacionais e internacionais.

Leia neste número:

Imposto sindical residual será devolvido - Com a mediação do Ministério Público do Trabalho (MPT), foi selado acordo para devolução de recursos do imposto sindical que não foram repassados pelo governo federal para as centrais sindicais, federações e até alguns sindicatos. Os valores ficaram retidos devido à ocorrência de erros no preenchimento de códigos identificadores das entidades de representatividade, o que fez com que os recursos recolhidos permanecessem em conta específica do Ministério do Trabalho, resultando no resíduo requerido pelas centrais sindicais.

10 de Novembro: Dia Nacional de Paralisação contra Reforma -  A União Geral dos Trabalhadores (UGT), juntamente com representantes da CUT, CTB, Nova Central, CSB e Dieese se reuniram para avaliar os impactos da reforma trabalhista para o movimento sindical brasileiro e para os trabalhadores. Os dirigentes definiram um calendário de ação que terá em 10 de novembro, um Dia Nacional de Paralisação, para expressar a insatisfação do movimento sindical em relação à nova Lei Trabalhista.

Juízes dizem que mudança na CLT trará incertezas - A pouco mais de um mês para entrar em vigor, a reforma trabalhista ainda enfrenta forte resistência de parte dos juízes do Trabalho, que apontam pontos do texto em conflito com a Constituição ou com acordos firmados internacionalmente. Diante desse quadro, magistrados e advogados consideram que os primeiros meses de aplicação das novas regras podem ser turbulentos, causando incerteza jurídica e dificultando o planejamento das empresas.

Jornada 2030: Promovendo os ODS - A União Geral dos Trabalhadores no Estado do Paraná, irá realizar nos dias 29 a 31 de outubro de 2017, na cidade de Foz do Iguaçu, o seminário Jornada 2030 Promovendo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). É possível dizer com segurança, que o movimento sindical hoje é crucial para a construção de um mundo mais justo, digno e igualitário, proporcionando qualidade de vida aos trabalhadores e trabalhadoras. Os ODS certamente são parte integrante nessa jornada. Ricardo Patah, presidente nacional da União Geral dos Trabalhadores

Centrais denunciaram Reforma na OEA - A União Geral dos Trabalhadores (UGT), juntamente com a Central Única de Trabalhadores (CUT) e Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) ofereceram denúncia na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), da Organização dos Estados Americanos (OEA) contra a Reforma Trabalhista e Terceirização no Brasil.

Desafios do Sindicalismo na Atual Conjuntura - A Fesmepar- Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais do Paraná promoveu nesta quinta (5) e sexta-feira (6), seminário “Os Desafios do Sindicalismo na Atual Conjuntura Nacional”. O evento realizado nas dependências do Condor Hotel, em Curitiba, reuniu representantes sindicais de todo o Estado do Paraná, além de líderes sindicais de outros Estados brasileiros.

Benzeno não é flor que se cheire - Abrangente aos dezesseis sindicatos dos frentistas de São Paulo e aos cem mil trabalhadores do Estado, ação de quinze meses vai promover diversas atividades de prevenção à exposição ocupacional ao benzeno, substância química e cancerígena presente nos combustíveis.

26º Congresso Sindical Comerciário - 'A coordenadoria-geral do 26º Congresso Sindical Comerciário do Estado de São Paulo, liderada por Luiz Carlos Motta, a partir das palestras proferidas em dois dias de intensos trabalhos, submete aos congressistas as deliberações formuladas juntamente com o coordenador-executivo, Walter dos Santos e Valdecir Alves, subcoordenador'.

Trabalhador sindicalizado ganha mais - Os trabalhadores associados aos sindicatos de suas categorias ganham, em média, 33,5% a mais do que os não sindicalizados. Segundo André Gambier Campos, pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), as novas regras trabalhistas devem aprofundar ainda mais a diferença salarial entre esses dois segmentos.

Marcos Afonso Oliveira
UGT Comunicação e Divulgação
comunicacao@ugt.org.br
www.ugt.org.br

Clique aqui para ver a versão em PDF.


Escrito por: caz.sinpefesp
Postado: 16/10/2017
Número de Visitas: 76

Return